07/10

Quebrado

quebrado

Era como se você tivesse quebrado a única parte intacta que ficou no meu coração. Me imaginei durante meses sem você ao meu lado, mas a sensação só veio quando eu estive realmente só, quando percebi que você realmente não ligava mais, não se importava mais. Sabe quando a gente tem certeza de que a nossa metade da laranja está bem no nosso lado e percebe que mesmo com tanto tempo, ela nunca pensou da mesma forma? Então…

Foi com a maior tristeza do mundo por dentro e com um sorriso no rosto que deixei o amor da minha vida escapar entre as minhas mãos. Viver  era o que ele queria, mas nunca tinha entrado na minha cabeça que ele viveria sem mim. Foi como quando a gente descobre que papai noel não existe, sabe? A gente coloca tudo o que a gente acredita em um mesmo lugar e joga tudo pro ar como se nada mais no mundo existisse. E ele foi, com uma mala na mão e com o coração aberto para o mundo, aquele mundo que eu tanto esquecia enquanto estava em seus braços. Ele foi embora dizendo que me amava, mas que aquele momento não era o nosso – como se eu não soubesse que nunca mais voltaria – A gente sempre sabe.

Por diversas vezes me imaginei sem ele, mas por essas diversas vezes eu sofri antecipadamente por saber que não aguentaria, que não seria maia a mesma . Acho que daqui à alguns meses, ou anos eu saiba exatamente que eu sim, conseguiria viver, ser feliz e aguentar tudo o que eu sempre aguentei  (lembrei que antes de tê-lo conhecido eu sabia fazer isso, né?). Mas hoje, não. Hoje eu sei que vou chorar, esbravejar, me sentir ridícula e simplesmente me calar por horas e horas. Dizer que vou morrer, que não irei conseguir seguir em frente (não é o que todo mundo diz?). Por isso me permito sentir hoje, amanhã e talvez domingo que vem, aaah e claro, quando os momentos bons forem lembrados no decorrer dos dias chuvosos que virão.

Mas eu prometo uma coisa, que eu vou tentar viver e vou tentar ser feliz por ele e pela sua nova forma de ver o mundo sem mim. Eu vou ter que começar tudo do zero, como dizia aquela música que tanto insisti em cantar – refazendo um resumo da minha vida vejo que tudo que construí não me valeu a pena porque tudo que eu fiz foi pensando em nós dois – e vou ficar em paz com isso. Pelo menos eu espero que sim.

Jaqueline
Oi, eu sou a Jaqueline, mas pode me chamar de Jaque! Tenho 22 anos, sou formada em Administração de Empresas, apaixonada por livros e a louca da fotografia.Adoro dias frios, seriados (♥) e a combinação dos dois também. É aqui que compartilho meus sonhos, minhas alegrias e minhas incertezas. Esse é meu mundo na internet, espero que goste!
Você deveria
Foi-se o tempo
Quando o tempo ensina


 

  • aii que triste isso </3 é difícil a gente entender pq as pessoas precisam se distanciar pq querem viver outras coisas, mas jamais entenderemos o que se passa na mente dos outros. acho que o importante é chorar por um tempo, mas com os dias contados, pra logo deixar todo esse sentimento ruim enterrado no passado.
    http://www.portefeminino.com.br