28/04

Eu prometo

textoblog

Percebi que quanto mais as coisas fogem do rumo certo, mais me sinto forte em continuar a sentir. Sentir o que eu sempre esperei, o que eu não conhecia. Sentir que quero você. Nem sempre as coisas acontecem do modo como a gente sempre imaginou (na verdade, é bem raro acontecer), né?

Hoje eu não queria estar mais forte pra arriscar sentir tudo isso por você, nem pronta pra viver uma aventura ao seu lado continuamente. Queria ser forte o bastante para esquecer. Esquecer de você, de nós dois e de todas as promessas não cumpridas. Queria lembrar de quando você me deixou, e de quando você teve medo e insistiu em não me ver mais, queria não entender o motivo de seu sumiço. Seria pedir muito?

Você não voltou. Nem sequer  ligou.

Eu não quero lutar por você. Esquecer por hora a importância que você teve em minha vida um dia é um bom começo. Não sei se continuarei gostando de mim depois que  não pertencer mais a você. Manter a calma e fingir não ligar (precisando de você) não é nem de perto o que eu sonhei pra nós.

Tá. Eu prometo que depois de um tempo, o drama acaba e o coração dá lugar as lembranças boas.do tempo em que a gente insistia em sentir pelo outro aquela vontade de estar cada vez mais perto. Um dia a gente amadurece e se apaixona por outras pessoas, aprende outras formas de descrever o “amor” e até arrisca uma nova paixão avassaladora.

Eu prometo que o choro passa e que as noites não serão tão mais longas e difíceis de aguentar. Não pensarei em como a gente poderia ter vivido, ou como os seus olhos se encontravam com os meus depois das nossas brigas idiotas em tardes de domingo. Prometo ser mais crítica nas minhas escolhas e tentar ser o que eu sempre quis ser; assim como eu disse que seria pra você.

Eu sei, você não estará comigo lá na frente. Você não estará mais do meu lado quando as músicas já não estiverem tão interessantes. Também não vai assistir um filme chato em uma tarde qualquer apenas pra ficar do meu lado aproveitando o momento em que estamos juntos.

Você não me ligará todas as noites e também não estará disponível para uma conversa mais “mulherzinha”.  Não vai estar aqui.

Mas eu só espero que você seja feliz. O rumo certo nem sempre é o que a gente escolhe ser.

Obrigada por ter feito parte de mim e me ter feito amar você. Eu espero que você também me entenda.

Boa sorte e bons sonhos.

Jaqueline
Oi, eu sou a Jaqueline, mas pode me chamar de Jaque! Tenho 24 anos, sou formada em Administração de Empresas, apaixonada por livros e a louca da fotografia.Adoro dias frios, seriados (♥) e a combinação dos dois também. É aqui que compartilho meus sonhos, minhas alegrias e minhas incertezas. Esse é meu mundo na internet, espero que goste!
Eu sei
Começar de novo
Não escolhi amar você