14/05

A Herdeira (Kiera Cass)

herdeira

Uma das minhas séries favoritas de todos os tempos, com certeza foi “A Seleção”. Quando descobri que a trilogia não seria mais uma trilogia e que haveria uma continuação, fiquei muito, muito feliz! Da primeira vez que peguei o primeiro livro da série, soube na hora que amaria a história, ela tem um ritmo tão bom que eu lia sem nem perceber o tempo passar.

a-herdeira-2

Sinopse:

Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.

a-herdeira-5

Se você não leu “A Escolha”, pare por aqui mesmo se não quer ver spoilers. Digamos que, a história de “A Herdeira” se passa exatamente 20 anos após a seleção ter acabado.

Em “A Herdeira”, somos apresentados a Eadlyn que por apenas 7 minutos (essa é a diferença entre a hora que ela e seu irmão gêmeo, Ahren nasceram) se tornou a próxima sucessora do trono de Iléa. Depois de America e Maxon (agora com quatro filhos, Eadlyn, Ahren, Kaden e Osten), darem um fim as castas, o povo de Iléa não está nada satisfeito com o rumo que tudo tomou. Para criar uma “distração” e tentar encontrar uma solução para o que está ocorrendo, o rei e a rainha decidem fazer uma nova seleção.

a-herdeira-9

35 jovens são sorteados para tentar conquistar o coração da jovem princesa Eadlyn, que não está nem um pouco disposta a se casar e se abrir para um relacionamento. Agora o seu desafio é passar pela seleção com o coração ileso e sem nenhum marido.

Eadlyn (que nome é esse?) conseguiu ser mais insuportável que a própria mãe, até mais do que eu imaginava ser possível. A princesa (apesar de ter grandes pais) é mimada, egocêntrica e idiota de vez em quando.

Sou Eadlyn Schreave. Nenhuma pessoa é tão poderosa quanto eu.

Sim, eu realmente detestei a protagonista. A garota é tão mimada e preocupada apenas consigo mesma que me dá vontade de sentar e ter uma séria conversinha com ela. Eadlyn cresceu com a grande responsabilidade de ser rainha e já age como tal, fazendo com que várias pessoas a coloquem em seu atual lugar (graças a Deus) o que me fez dar várias risadinhas. Claro que com o decorrer da seleção algumas coisas vão mudando, a princesa vai percebendo que mesmo sem querer, ela está se abrindo, está finalmente dando lugar para que outras pessoas preencham o seu coração.

a-herdeira-3

Apesar de tudo, no decorrer do livro, também conhecemos mais um pouco de seus irmãos e sim, nos apaixonamos por eles. Francamente, Kaden ou Ahren que deveriam ter sido os “herdeiros”. Nessa continuação, Maxon e America não são tão explorados (eu senti muita falta dos dois durante todo o livro), mas ficamos sabendo do que ocorreu com alguns personagens como Marlee, Lucy e Aspen. Confesso que esses personagens também não foram tão necessários na trama, mas ainda assim gostei de ter de volta aquele gostinho de “A Escolha”.

a-herdeira-4

Diferentemente dos livros anteriores, não vimos tanto romance (o que me deixou um pouco decepcionada, porque eu adoro história melosa). A princesa não acredita que pode viver um amor como o de seus pais e quer muito reinar sozinha. Dessa vez, não tivemos um triângulo amoroso e nem temos ideia se vá existir algum.

a-herdeira-10

Gostei bastante da história, mas ainda prefiro a America narrando! hahahaha A Kiera deu um tapa na sociedade colocando uma protagonista tão assustadoramente petulante, mas acho que isso deve mudar um pouco na continuação. Eu viciei na leitura porque a autora tem aquela fórmula mágica de não nos deixar parar de ler por um minuto, como em todos os outros livros da série. Independente da narrativa, ainda continuo apaixonada por esse universo e prevejo muita coisa legal pela frente.

a-herdeira-6

A diagramação é muito parecida com os volumes anteriores, as folhas são amarelas e a leitura flui muito bem. Ahhh, a novidade é que a editora Seguinte confirmou que todos os exemplares virão acompanhados de marcadores de página exclusivos. Olha só que legal!

a-herdeira-8

Nota:

♥♥♥♥

Dei nota 4/5 porque infelizmente o livro não tem muitos conflitos e não nos deixa desesperados por quase nada. A história é bem equilibrada e o final (só no final) os acontecimentos nos deixam muito curiosos do que vai rolar daqui pra frente.

a-herdeira-7

Ah, também é importante falar que esse volume é bem “independente” e você pode lê-lo (sem ficar perdido com a história ao todo) mesmo sem ter lido os anteriores.

Vocês estão ansiosos pela história? Já leram? Me contem o que acharam!

Jaqueline
Oi, eu sou a Jaqueline, mas pode me chamar de Jaque! Tenho 24 anos, sou formada em Administração de Empresas, apaixonada por livros e a louca da fotografia.Adoro dias frios, seriados (♥) e a combinação dos dois também. É aqui que compartilho meus sonhos, minhas alegrias e minhas incertezas. Esse é meu mundo na internet, espero que goste!
Quase uma rockstar (Matthew Quick)
Resenha – O resgate do Tigre (Colleen Houck)
1 página de cada vez – Adam Kurtz