10/07

Precisamos falar sobre Transição Capilar

cachos

Sim, estou em transição capilar.

Acho que se eu perguntasse pra Jaqueline de 3 anos atrás, se um dia eu falaria sobre esse assunto aqui no blog eu diria NÃO em alto e bom som sem nem pensar muito.

Mas é real! Estou em transição. Estou voltando aos cachos.

Quem me segue lá no insta já sabe que eu iniciei esse fase na minha vida pra voltar a ter meus cachos naturais e deixar de ser refém da chapinha/secador. Desde meus 12 anos tenho “alisado” meu cabelo. A palavra alisado está entre aspas porque no começo eu não alisei meu cabelo com produtos fortíssimos, mas vivia fazendo escova no cabelo e muita, muita chapinha. Mais tarde eu comecei a fazer progressivas mais suaves no meu cabelo, mas eu nunca deixei de passar chapinha com medo do meu cabelo não estar liso o suficiente pra ser aceita.

Eu tenho uma herança familiar que fez com que eu tivesse pouquíssimo cabelo. Com todas as químicas e chapinha/secador meu cabelo foi piorando e ficando sem volume a cada dia mais. Meu cabelo caía muito e isso quase me deixou com depressão, o que fez com que o meu cabelo só caísse a cada dia mais.

No fim de 2015 eu decidi que não faria mais química no cabelo, então deixei meu cabelo livre de progressivas e outros relaxamentos, mas segui a vida fazendo escova e chapinha pra deixar o cabelo liso. Como eu era acostumada a sempre me ver lisa, não conseguia ficar mais de 10 minutos com o cabelo molhado. Então, eu lavava os cabelos e já fazia uma escova pra não correr o risco de ninguém me ver com o cabelo natural.

Foi em 2016, depois de ver muitas meninas passando pela transição capilar que eu comecei a pensar em assumir os meus cachinhos. Eu quis muito, mas não tinha coragem. Me via muito na Vic, do Amante de Rímel e desejei ter a mesma força de vontade dela. Determinei então que nos fins de semana meu cabelo respiraria ao natural e na semana, eu iria ao trabalho de cabelo liso mesmo.

Com o tempo eu fui querendo criar coragem pra sair na rua, ir trabalhar e com a ajuda das minhas amigas, colegas e do meu namorado, finalmente consegui ir ao trabalho assim. O que eu posso dizer é que nada me fez tão feliz!

Mas afinal, o que é transição?

O processo que seu cabelo se livra da química até crescer totalmente e chegar ao natural. Mas se você também fazia relaxamento, escova, chapinha ou qualquer procedimento que comprometeu a integridade do seu fio, e agora decidiu parar, você também está em transição.


Esse post é tão especial pra mim! Foi feito pra contar pra vocês um momento muito importante e corajoso da minha vida e também pra inspirar as pessoas que estão passando por isso, ou vão passar em breve.

No último mês meu cabelo não viu chapinha e isso é tão incrível pra quem não vivia sem ajeitar o cabelo todas as manhãs, pra ele não ficar fora do lugar.

O meu cabelo ainda está muito indefinido, a parte da frente tá bem lisa, mas eu já começo a perceber que os cachinhos estão se mantendo mais firmes aqui. Confesso que no começo não foi nada fácil. Ver umas partes cacheadas e outras totalmente lisas, me deixava louca! Mas hoje tem sido muito bom, perceber a diferença do cabelo de um dia para o outro e até conseguir ficar um dia sem precisar lavar porque meu day after foi bom, é maravilhoso.

Tenho me sentido tão mais eu ultimamente que até consigo sorrir pra foto (tô evitando sorrir por causa do aparelho kkk). Eu tô me amando. De verdade. Com cabelo indefinido. Bagunçado. Fuá. Mas que é meu. Meu cabelo natural.


Espero que vocês tenham curtido o post, em breve volto pra falar mais sobre todo esse processo, os produtos que tô usando nessa fase e também o que vocês pedirem pra mim!

Beijo,

Jaqueline
Oi, eu sou a Jaqueline, mas pode me chamar de Jaque! Tenho 22 anos, sou formada em Administração de Empresas, apaixonada por livros e a louca da fotografia.Adoro dias frios, seriados (♥) e a combinação dos dois também. É aqui que compartilho meus sonhos, minhas alegrias e minhas incertezas. Esse é meu mundo na internet, espero que goste!
Planner para organização
Top 5: Meus blogs favoritos!
Usei e Gostei: Batons Vermelhos da Vult


 

  • “Com cabelo indefinido. Bagunçado. Fuá. Mas que é meu. Meu cabelo natural.” Que m.a.r.a.v.i.l.h.o.s.o!Sério Jaque,isso é incrível (emocionada real).
    Eu passei por transição 3x,mas nunca consegui aceitar meu cabelo.Eu achava que de alguma forma ele nasceria “bom”,mas óbvio,nunca nasceu,rs E eu fiz o big chop! Daí cortava e passava a usar lenços.Era uma escravidão do mesmo jeito…Diferente de vc e da maioria das meninas eu nunca fui escrava de escova e chapinha.Meu cabelo têm muito,muito volume,então sempre foi impossível escovar e pranchar ele sozinha.Comprei uma escova eletrica rotativa e a pobrezinha não aguentou,rs.Como relaxamento não resolvia eu parti para algo melhor (isso eu estou resumindo uma história de pelo menos 19 anos,porque desde uns 4 anos que eu não aceitava minhas trancinhas ficarem espigadas enquanto as da minha irmã escorriam lisas e lindas pelos ombros)…
    Em 2014 eu dei progressiva e amei,sentia que aquela era a pessoa que eu amava ver no espelho.Era para eu repetir em 2015 e começou as fases de transição na internet,deu a louca e eu cortei de novo.Só que meu cabelo não têm cachos.Molhado ele forma cachinhos,mas seco ele não têm forma,já fiz até fitagem,sabe?Então eu desisti.Eu tentei MESMO aceitar meu cabelo natural,tentei de todo coração e com todas as minhas forças psicológicas,mas não foi 🙁
    Agora eu estou entre duas opções:Alisar ou…cachear!Como estou dando preferência à produtos veganos eu descobri um progressiva natural e menos agressiva,porém comentando com uma colega sobre como eu queria ter um cabelo cacheadão (acho liiindo) ela me falou de um processo chamado permanente afro,conhece?Basicamente é cachear um cabelo que só tem volume e nenhuma forma (acho brilhante!).Mas eu nunca me importei em saber como cuidar do cabelo cacheado,então não acho que vá ser fácil,rs Quem sabe seus posts não me orientam e me incentivam?Ainda estou pendendo mais para o alisar,porém ambos acabam sendo química 🙁 Hoje eu falo com mais naturalidade sobre isso,mas já tive muito bloqueio porque sofria bullyng na minha vida escolar demais e passei mais de 21 anos(!) sem soltar o cabelo até mesmo para dormir,deixei as pessoas me fazerem sentir inferiores só pelo meu cabelo não me fazer sentir bonita o suficiente…quantas vezes eu chorei e resolvi não sair de casa porque o momento de ajeitar meu cabelo simplesmente estragou meu dia?
    Eu vou parar porque isso aqui vai virar um segundo post,rs Hoje eu não odeio mas o meu cabelo,eu quero aprender a cuidar dele.Se precisar,fazer química eu quero encontrar a melhor forma para ele,mas eu não o detesto mais.Acho que a maior transição que eu passei foi dentro de mim mesma 🙂 E vc está linda de cachos,não minto.A Jaque de hoje mostra uma imagem mais evoluída e segura de si.Não que vc precise ler isso,vc só precisa olhar no espelho e sorri para si.Essa vai ser sempre a sua melhor recompensa! 🙂