25/07

Eu sei

large (3)

Sei que eu nunca disse, mas, eu amo você. Sei também que eu não precisava dizer. Deveria estar óbvio se contarmos todos esses anos em que eu esqueci de mim e me devotei a você. Agora, se eu não tive a oportunidade de dizer, talvez nunca mais tenha. Nossos caminhos se separaram como se uma cratera tivesse se aberto no chão e nos tivesse obrigado a seguir caminhos diferentes.

Nada do que a gente passou junto foi fácil, mas, mais difícil ainda tem sido conviver com o fato de que você não mais está aqui.

Sei que eu nunca disse, mas, você já foi meu herói. Me lembro das inúmeras vezes que contei histórias sobre o cara legal que me enchia de mimos e nunca me abandonava. Que se eu gritasse, me socorria. Que se eu chorasse, me acalmava. Onde tudo isso foi parar? Eu não saberia dizer. A única coisa que sei, é que agora eu sinto sua falta.

Sei que eu nunca disse, mas você foi meu exemplo. Até pouco tempo atrás, foi. Até o dia em que as brigas ficaram constantes, o choro se tornou meu amigo, e não haviam mais seus braços pra aliviar a dor. Até aí, você foi meu exemplo.

Não sei se devo me arrepender de nunca ter dito essas coisas porque agora não faz mais diferença, mas, meu coração se parte sempre que eu lembro do jeito que as coisas acabaram. Escrevo esse texto, que eu sei que você nunca vai ler, como uma forma de pedir perdão. Perdão por ter feito você duvidar do meu amor, apreço e admiração por você. Perdão por todas as coisas que eu sei que eu deveria ter dito e não disse. Por todas as vezes que eu deveria ter me calado e não o fiz. Peço perdão por não ser a melhor pessoa pra você como você um dia foi pra mim. As coisas nem sempre foram conturbadas assim, você lembra? Bem, me desculpe por isso também.

Sei que deveria dizer isso pessoalmente, mas você não vai querer ouvir, então escrevo, porque é a única maneira que meu coração encontra pra despejar toda a dor que não cabe mais nele.

Espero que um dia você me entenda. Espero um dia te entender. Eu sei que eu nunca disse, mas eu sempre quis.

Sobre a autora

“Bianca, 20 anos, estudante de Publicidade e Propaganda. Escrevo por puro vício de por no papel coisas que não dá – ou não sei como – para gritar pro mundo.”

Jaqueline
Oi, eu sou a Jaqueline, mas pode me chamar de Jaque! Tenho 22 anos, sou formada em Administração de Empresas, apaixonada por livros e a louca da fotografia.Adoro dias frios, seriados (♥) e a combinação dos dois também. É aqui que compartilho meus sonhos, minhas alegrias e minhas incertezas. Esse é meu mundo na internet, espero que goste!
Você merece alguém que…
Ponto Final
Quando o tempo ensina